#077

Muito antes de ser uma obrigação, um dever, e uma responsabilidade, é um privilégio ter uma formação que, por si só, dá direito a uma profissão regulamentada.

Privilégio este que precisamos bem divulgar, difundindo o tamanho da importância que a fala, qualquer fala, institucional – de pessoa física ou jurídica – adquiriu nesses tempos digitais.

Políticos, executivos, artistas, pensadores e empreendedores usam o Twitter, o YouTube e o WhatsApp para comunicar-se, em pessoa, e em público.

Quanto assessoramento não se faz necessário?

Nossa formação sempre foi a de profissão liberal e de assessoramento. É nosso ‘DNA’.
Relações Públicas, pois, constituem-se não mais em promessa de futuro, mas na função do presente. Super-presente!

Manoel Marcondes Machado Neto, relações-públicas (desde 1981) e professor (desde 1985).

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s